Pular para o conteúdo

Amanda Costa

BNDES vai criar fundo de R$ 20 mi para revitalizar Cais do Valongo

Ex.Saúde, Presidente, Governo

O BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, vai criar um fundo de R$ 20 milhões para o projeto de restauro e revitalização da região do Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, considerado o principal porto de entrada de milhares de africanos escravizados no Brasil e nas Américas.
Do total do valor, R$ 10 milhões serão investidos pelo próprio Banco e os outros R$ 10 milhões captados por meio de parceiros.
O fundo terá um Comitê Gestor e o BNDES vai lançar um edital público para contratar uma empresa ou uma ONG que vai administrar os recursos.
Também serão investidos outros R$ 7 milhões na contratação de especialistas e consultores para organizar a leitura e narrativa da memória do museu sobre a diáspora africana, que será instalado no antigo prédio Galpão Docas Pedro II, construído em 1871 pelo engenheiro negro André Rebouças.
O presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, disse que o processo de construção do conceito do museu também vai contar com uma comissão de notáveis de negros e negras.
Para o restauro do prédio, será lançado um edital internacional para arquitetos também negros e negras. Brasileiros, latino-americanos e africanos saem na frente na pontuação.
O anúncio da iniciativa do projeto de revitalização do Cais do Valongo foi feito durante o Seminário Empoderamento Negro para Transformação da Economia, realizado nesta terça-feira (23).
A ministra da Igualdade, Anielle Franco, afirmou ter certeza de que os editais e a construção do museu serão um sucesso e que o Ministério vai estar junto na luta.
A ministra voltou a destacar os episódios racistas contra Vinícius Junior e o quão difícil foi lidar com a situação.
Margareth Menezes, ministra da Cultura, também reforçou que a cultura vai participar desse momento da criação do museu e revitalização da Pequena África, como é conhecida a região, que será um diferencial na história da sociedade brasileira.
O presidente da Fundação Palmares, João Jorge Rodrigues, e o secretário municipal de Cultura, Marcelo Calero, também participaram do evento.
A previsão do BNDES é que o prédio Docas Rebouças seja entregue restaurado em 2025 e a inauguração do novo museu aconteça em 2026.
Edição: Jacson Segundo / Alessandra Esteves

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (25) após reunião do presidente Lula, com ministros e representantes da indústria automotiva. O Ministério da Fazenda terá 15 dias para elaborar a Medida Provisória com a redução do IPI e do Pis/Confins.

Em almoço de celebração pelo Dia da África, presidente Lula destacou a relevância econômica do continente africano e a intenção de melhorar as parcerias bilaterais.  

Na prática, a iniciativa que vencer o edital de concessão poderá ter acesso ao patrimônio natural das florestas, para realizar pesquisa, desenvolvimento e explorar recursos de pesca ou animais da floresta. 

O jogo de celular estava disponível na plataforma de apps do Google até o fim da tarde desta quarta. Do momento que foi ao ar até seu bloqueio, o jogo registrou mais de mil downloads, além de diversos comentários racistas e de discursos de ódio.

Genivaldo de Jesus não resistiu à abordagem policial, quando foi trancado dentro de uma viatura, utilizada como uma espécie de câmara de gás. Os três policiais envolvidos estão presos e respondem por tortura e homicídio triplamente qualificado.

O episódio ocorreu em outubro do ano passado. Nos vários vídeos que foram postados nas redes sociais, tanto Elisabeth quanto Marcos Vinicius são vistos xingando Eddy Jr com palavras de teor racista e de baixo calão, além de ameaçarem a vida dele.
Conheça nossos aplicativos nas lojas online da iTunes e Google

source

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
SOBRE MIM
Amanda Costa
Natural do Ceará com 40+ apaixonada pelo Rio de Janeiro e carioca de coração. Defensora de causas sociais e políticas de grande relevância para o nosso Brasil.
#vamosquerer um futuro melhor.
siga amanda costa nas redes sociais
LUTA PELA DEMOCRACIA EM SP