Pular para o conteúdo

Amanda Costa

Exposição na Câmara Municipal do RJ conta história de Marielle Franco

Ex.Saúde, Presidente, Governo

Uma exposição fotográfica na Câmara Municipal do Rio de Janeiro conta a história pessoal e política de Marielle Franco, vereadora do PSOL assassinada em 2018. 
A iniciativa é da vereadora Monica Benicio, em parceria com o Instituto Marielle Franco. O objetivo é manter vivo o legado da parlamentar assassinada. Benicio é viúva de Marielle e em 2020, foi eleita para o mesmo cargo ocupado por sua companheira. Ela é a atual líder da bancada do PSOL na Câmara.
Marielle Franco foi a quinta vereadora mais votada do Rio de Janeiro nas eleições de 2016 e estava em seu primeiro mandato quando foi executada em um veículo junto com seu motorista, Anderson Gomes. 
A exposição, gratuita, já está aberta ao público e terá uma inauguração oficial no dia 17 de novembro. Na ocasião, a vereadora Monica Benicio vai entregar o 1º Prêmio de Cria pra Cria, que busca afastar da favela a imagem de território estigmatizado pela violência. Mais de 40 artistas, coletivos e mobilizadores favelados da área da cultura serão homenageados no plenário.   
 
Edição: Sheily Noleto / Alessandra Esteves

A ação foi proposta pelo partido Solidariedade em 2014. O julgamento começou em abril. A reclamação é que a TR, como fator de correção do FGTS, prejudica o trabalhador, porque não repõe perdas inflacionárias.

A lei estadual que prevê o fornecimento gratuito é voltada para pessoas que não têm condições financeiras de arcar com os custos desse tratamento. O paciente vai precisar comprovar sua situação financeira, além de assinar um termo de consentimento.

A Olimpíada Brasileira de Cartografia tem a participação de professores e alunos do nono ano do Ensino Fundamental ao último ano do Ensino Médio das escolas das redes pública e privada. As equipes elaboraram mapas sobre questões ambientais e aspectos históricos e culturais brasileiros.

Relator das ações que tornaram o ex-presidente Jair Bolsonaro inelegível por 8 anos, o ministro Benedito Gonçalves fez um balanço de decisões importantes da corte eleitoral.

O Observatório da Branquitude defende que os eventos climáticos extremos, como ondas de calor, fortes chuvas, enchentes e estiagens são respostas a anos de exploração de uma cadeia comandada, majoritariamente, por pessoas brancas.

No Brasil, o número de crianças e adolescentes com problemas de saúde ou alguma deficiência, que estão disponíveis para adoção é quatro vezes maior do que os perfis que estão de fato em processo de adoção. 
Conheça nossos aplicativos nas lojas online da iTunes e Google

source

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
SOBRE MIM
Amanda Costa
Natural do Ceará com 40+ apaixonada pelo Rio de Janeiro e carioca de coração. Defensora de causas sociais e políticas de grande relevância para o nosso Brasil.
#vamosquerer um futuro melhor.
siga amanda costa nas redes sociais
LUTA PELA DEMOCRACIA EM SP