Pular para o conteúdo

Amanda Costa

História Hoje: Aeroporto de Londres

Ex.Saúde, Presidente, Governo

Uma multidão se reuniu nas proximidades da pista do Aeroporto Gatwick de Londres, em 9 de junho de 1958, para acompanhar a inauguração oficial com a presença da Rainha Elizabeth II. O aeroporto foi o primeiro do mundo a integrar serviços aéreos, ferroviários e rodoviários.
Em 1930, o local era apenas um pequeno aeroclube. Mas, em quatro anos, tornou-se um aeródromo público com serviços aéreos regulares para Paris. Em 1935, foi construída a estação ferroviária de Gatwick e o terminal Beehive, sendo esse o primeiro terminal aeroportuário circular do mundo.  Nessa época, as pistas de pouso eram de grama.
Durante a Segunda Guerra Mundial, o Ministério da Aeronáutica do Reino Unido passou a usar o aeroporto como base militar e o Gatwick só voltou a operar como aeroporto civil em 1946. Em meados dos anos 1950, foi fechado para reforma.
Até que em 1958, a Rainha Elizabeth II desembarcou no novo aeroporto Gatwick para a inauguração oficial.  A soberana e o Duque de Edimburgo foram recebidos por uma guarda de honra composta por dez capitães de companhias aéreas.
Na época, a Rainha se manifestou sobre a polêmica em torno da ampliação do aeroporto e mostrou uma certa preocupação com a população dos arredores ao dizer que simpatizava com todas as pessoas cujas vidas seriam afetadas por este aeródromo e estimou que houvesse alguma vantagem compensatória para os habitantes locais.
Quase três décadas depois, em 1987, o Gatwick ultrapassou o Aeroporto Internacional John F. Kennedy, de Nova Iorque, nos Estados Unidos, e se tornou o segundo aeroporto mais movimentado do mundo.
História Hoje é um quadro da Rádio Nacional publicado de segunda a sexta-feira na Radioagência Nacional. Ele rememora acontecimentos marcantes e curiosidades de cada dia do ano. Acesse todos os episódios aqui.

História Hoje
Redação: Beatriz Evaristo
Apresentação: José Carlos Andrade
Sonoplastia: Jailton Sodré
Edição: Sheily Noleto
Publicação web: Patrícia Serrão

Relatório apresentado nesta quinta-feira (15) pela Iniciativa Negra Por Uma Nova Política de Drogas listou uma série de propostas para reparação à população negra em função da política de guerra às drogas ilícitas.

Entre 2021 e 2022, a incidência desses crimes aumentou 56,8% entre essa faixa etária. As pessoas acima de 60 anos representaram mais de um terço das de 30 mil vítimas que procuraram as delegacias.

A informação foi dada pelo coronel Klepter Rosa, atual comandante-geral da PM do DF. Ele prestou depoimento nesta quinta-feira (15) à CPI dos atos antidemocráticos da Câmara Legislativa distrital.

A Petrobras vai reduzir em R$ 0,13, por litro, o preço médio de venda de gasolina tipo A, que é a versão pura desse combustível, antes de receber os outros componentes, como o etanol, por exemplo.    

Em depoimento à CPI dos atos antidemocráticos da Câmara Legislativa do DF, o atual comandante-geral da PM afirmou que o Departamento de Operações, DOP, determinou o baixo efetivo no dia 8 de janeiro.

Ele foi indicado para ministro do Supremo Tribunal Federal, na vaga deixada por Ricardo Lewandowski, que se aposentou em abril. 
Conheça nossos aplicativos nas lojas online da iTunes e Google

source

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
SOBRE MIM
Amanda Costa
Natural do Ceará com 40+ apaixonada pelo Rio de Janeiro e carioca de coração. Defensora de causas sociais e políticas de grande relevância para o nosso Brasil.
#vamosquerer um futuro melhor.
siga amanda costa nas redes sociais
LUTA PELA DEMOCRACIA EM SP