Pular para o conteúdo

Amanda Costa

OSGEMEOS vão colorir parte do galpão da ONG Ação da Cidadania

Ex.Saúde, Presidente, Governo

A ONG Ação da Cidadania, localizada na Zona Portuária do Rio de Janeiro, abre as portas de seus galpões para se conectar com o universo do Graffiti e da arte. OSGEMEOS, Gustavo e Otávio Pandolfo, vão transformar parte do galpão em um grande espaço de contemplação da cultura urbana.
O projeto dos irmãos vai dar vida a dois vagões de trens antigos, recentemente restaurados. E farão os desenhos em parceria com jovens artistas grafiteiros, dos morros da Providência e do Vidigal.
Desde a sua fundação em 1993, grande parte dos projetos da ONG utilizam a arte e a cultura como forma de chamar a atenção para grandes problemas do país, como a fome e a miséria.
De acordo com Daniel Souza, presidente do Conselho da Ação da Cidadania, os vagões ressignificados farão parte do convívio comunitário
A zona portuária do Rio, já é conhecida pelas intervenções artísticas que transformam muros e paredes em galerias de arte a céu aberto, como o mural das Etnias, elaborado pelo artista Eduardo Kobra, que assim como Gustavo e Otávio são referências internacionais.
OSGEMEOS já realizaram inúmeras mostras individuais e coletivas em museus brasileiros e de diversos países, como Cuba, Estados Unidos, Itália, Alemanha e Japão. Seus trabalhos também podem ser admirados em muros, edifícios e em vagões de trens por várias partes do mundo.

Os dados são de levantamento até dezembro do ano passado. A informação faz parte de um relatório divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania.

Isso inclui a antecipação de R$ 10 bilhões anunciada pelo Governo Federal na última terça-feira.
A urgência na votação desse projeto de lei do Governo Federal foi aprovada na semana passada.

Essa foi a menor taxa entre as demais faixas de renda, mantendo a tendência dos últimos meses. Os dados são de Indicador do  Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) divulgado nesta quinta-feira. O maior avanço na variação média dos preços de bens e serviços, de 0,32%, foi registrado entre as famílias de renda alta.

Câmeras de vigilância registraram a invasão. Os homens não chegaram a entrar no interior da casa. Eles acessaram apenas o quintal e nada foi furtado do lugar. Fernando Haddad estava no imóvel no momento da invasão.

Autoridades líbias anunciaram uma investigação para apurar responsabilidades. Em Derna, quatro dias depois da tragédia, as águas geralmente turquesa do Mediterrâneo ainda estão barrentas e familiares procuram por desaparecidos no mar.

De acordo com o IBGE, 56% dos brasileiros se identificam como pretos e pardos e quase um terço da população é de mulheres negras, mas em 132 anos de existência, o STF teve  apenas três mulheres como ministras, todas elas brancas.
Conheça nossos aplicativos nas lojas online da iTunes e Google

source

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
SOBRE MIM
Amanda Costa
Natural do Ceará com 40+ apaixonada pelo Rio de Janeiro e carioca de coração. Defensora de causas sociais e políticas de grande relevância para o nosso Brasil.
#vamosquerer um futuro melhor.
siga amanda costa nas redes sociais
LUTA PELA DEMOCRACIA EM SP