Pular para o conteúdo

Amanda Costa

CPMI do 8 de janeiro aprova cinco novos depoimentos

Ex.Saúde, Presidente, Governo

Foram várias as tentativas de acordo quanto aos requerimentos que seriam votados e, depois de três horas de atraso, a CPI Mista do 8 de janeiro acabou aprovando os pedidos de depoimento de cinco pessoas consideradas fundamentais – seja pelo governo ou pela oposição – para as investigações. Entre eles, o do hacker Walter Delgatti, preso nessa quarta-feira pela Polícia Federal, na operação que teve como um dos alvos a deputada Carla Zambelli. A ideia é entender como ela teria atuado para tirar a legitimidade das urnas nas eleições dentro de um dos focos da CPI que é, justamente, analisar esse período anterior aos ataques. 
Os parlamentares aprovaram, ainda, a convocação do sargento Luís Marcos dos Reis que também trabalhava na ajudância de ordens de Jair Bolsonaro junto com Mauro Cid, da subsecretária de Operações Integradas do Distrito Federal, Cíntia Queiroz de Castro, da policial Marcela da Silva Morais Pinno e do fotógrafo Adriano Machado, que fez imagens do dia da invasão. Aliás, a convocação dele foi a que gerou bate boca entre os parlamentares. 
A base aliada alegava que ele não poderia ser chamado à CPI porque estava a trabalho no dia da invasão e a Constituição prevê o sigilo da atividade jornalística. Já para a oposição, Adriano seria uma espécie de “cúmplice” dos golpistas. 
Antes do início da votação, a deputada Duda Salabert e o deputado Nikolas Ferreira chegaram a trocar farpas. O motivo foi, justamente, a pauta de votações. Ao que o presidente da CPI Mista, Arthur Maia, ponderou: 
Essas convocações ainda não têm data para ocorrer, mas uma outra, também considerada fundamental para as investigações foi marcada. A do ex-secretário de Segurança Pública e ex-ministro da Justiça Anderson Torres. Ele, que ficou quatro meses preso acusado de omissão no dia dos ataques e está cumprindo medidas cautelares com uso de tornozeleira eletrônica em casa, será ouvido na terça que vem, às nove da manhã.
Edição: Ana Lúcia Caldas / Beatriz Albuquerque

De fevereiro a maio deste ano, foram registrados mais de 660 pedidos de internação em UTI e outras medidas para pacientes de emergência/urgência e quase a metade por causa de negativas das empresas de saúde suplementar.

A iniciativa visa medidas de acolhimento, proteção e segurança das mulheres em bares, restaurantes, casas de eventos, boates e outros estabelecimentos de gastronomia e lazer.

Presente na cerimônia de posse, o presidente do partido do novo ministro, Luciano Bivar, disse que a oferta do cargo, pelo presidente Lula, ao União Brasil, foi bem recebida. No entanto, argumentou que não é possível afirmar que, agora, o União Brasil faz parte da base aliada do governo. 

O Projeto foi lançado nesta quinta-feira, em Brasília, e é uma iniciativa da Advocacia-Geral da União, com o apoio do Ministério da Cultura. 

No caso da Amazônia, entre agosto de 2022 e julho deste ano, o Deter, sistema que avisa onde há possíveis desmatamentos, emitiu alertas para uma área de quase 8000 quilômetros quadrados. O menor volume em quatro anos.

Os parlamentares aprovaram, ainda, a convocação do sargento Luís Marcos dos Reis que também trabalhava na ajudância de ordens de Jair Bolsonaro junto com Mauro Cid, da subsecretária de Operações Integradas do Distrito Federal, Cíntia Queiroz de Castro, da policial Marcela da Silva Morais Pinno e do fotógrafo Adriano Machado, que fez imagens do dia da invasão. Aliás, a convocação dele foi a que gerou bate boca entre os parlamentares. 
Conheça nossos aplicativos nas lojas online da iTunes e Google

source

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
SOBRE MIM
Amanda Costa
Natural do Ceará com 40+ apaixonada pelo Rio de Janeiro e carioca de coração. Defensora de causas sociais e políticas de grande relevância para o nosso Brasil.
#vamosquerer um futuro melhor.
siga amanda costa nas redes sociais
LUTA PELA DEMOCRACIA EM SP