Pular para o conteúdo

Amanda Costa

Dengue: hospital de campanha no DF registra 3,5 mil atendimentos

Ex.Saúde, Presidente, Governo

Hospital de campanha contra a dengue no Distrito Federal registrou mais de 3,5 mil atendimentos em apenas três dias.
Diariamente, são recebidos cerca de 1.200 pacientes, o dobro do esperado.  
O DF registra 48 mil casos de dengue e está em terceiro lugar, no país.
Ceilândia, onde funciona o hospital, tem o maior número de casos, mais de nove mil. 
A comandante do Hospital de Campanha, Juliana Vandesteen, explica que o número de atendimentos superou a expectativa.
O hospital funciona 24h e nele são feitos, por exemplo, testes rápidos, hidratação, distribuição de medicamentos.
O pintor automotivo Rogerio Gomes da Cruz chegou no hospital as 7 horas da manhã desta quinta-feira. Ele foi diagnosticado com dengue.
Além do Hospital de Campanha e das unidades básicas de saúde, o DF conta com nove tendas de hidratação nas cidades com mais casos de dengue. 
Todos podem ser procurados por quem estiver com sintomas como dor no corpo, manchas vermelhas na pele, diarreia, dor de cabeça e febre.
Edição: Ana Lúcia Caldas/ Marizete Cardoso

Inicialmente, a orientação era de que os jovens entre 10 e 14 anos integrariam o público-alvo. Agora serão vacinadas apenas as crianças de 10 e 11 anos. Serão duas doses, com intervalo de 90 dias entre elas.

Coordenado pela Fiocruz Bahia, o estudo acompanhou, por 10 anos, 301 meninos e 971 meninas, que receberam a vacina nona valente HPV em mais de 40 Centros de Pesquisa de 13 países dos 4 continentes.

A Seleção Brasileira, que está disputando o pré-olímpico na Venezuela, precisa a qualquer custo da vitória para manter viva a esperança de ser uma das duas equipes que vai a Olimpíada de Paris.

Mais de um milhão de palestinos deslocados estão nas redondezas, muitos vivendo em tendas. Na Argentina, o Partido Liberdade Avança, do presidente Javier Milei, apresentou um projeto de lei para voltar a criminalizar o aborto. Veja essas e outras notícias internacionais no Giro pelo Mundo.

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) acionou as redes sociais para saber como elas têm atuado na moderação de conteúdo para o público infantojuvenil. Os esclarecimentos foram solicitados às empresas Tiktok, X, o antigo Twitter, Kwai e Meta.

Com invernos mais quentes, a exposição ao mosquito da dengue deve perder o caráter sazonal, deixando assim de ser típica do verão.
Conheça nossos aplicativos nas lojas online da iTunes e Google

source

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
SOBRE MIM
Amanda Costa
Natural do Ceará com 40+ apaixonada pelo Rio de Janeiro e carioca de coração. Defensora de causas sociais e políticas de grande relevância para o nosso Brasil.
#vamosquerer um futuro melhor.
siga amanda costa nas redes sociais
LUTA PELA DEMOCRACIA EM SP