Pular para o conteúdo

Amanda Costa

Conselho de Ética aceita denúncias contra cinco senadores

Ex.Saúde, Presidente, Governo

O Conselho de Ética do Senado deu andamento a processos contra cinco senadores. Ou seja, os processos foram admitidos e escolhidos relator.
Contra o senador Jorge Kajuru foram abertas duas representações. Uma por conta de declarações feitas por ele contra senadores goianos – essa o relator será Otto Alencar –  e outra para apurar a divulgação de uma conversa que Kajuru teve com o então presidente Jair Bolsonaro. Neste caso a relatora será Zenaide Maia.
A representação contra Cid Gomes terá como relator Davi Alcolumbre. E foi aberta após declarações de Gomes contra Arthur Lira em 2019, quando Lira ainda não era presidente da Câmara.
Chico Rodrigues entrou na mira do Conselho após ser flagrado tentando esconder dinheiro na roupa íntima durante uma operação da Polícia Federal, em outubro de 2020. Neste caso, o relator será Renan Calheiros. Por fim, a representação contra o senador Randolfe Rodrigues,  terá como relator Omar Aziz, e a contra Styvenson Costa o relator será o Dr. Hiran.
Os processos abertos nesta quarta-feira (14) se referem a assuntos antigos porque os trabalhos no Conselho de Ética estavam represados, por conta da pandemia. Ao todo são 43 pedidos de representação na pauta da Comissão.
Outras propostas foram arquivadas, como as que tinham como alvo os senadores Humberto Costa, Damares Alves, Davi Alcolumbre e o ex-senador Paulo Rocha. Já o pedido de investigação contra Flávio Bolsonaro por suposta ligação com milícias no Rio e prática de rachadinha foi adiado.
Edição: Leila Santos/ Renata Batista

Relatório apresentado nesta quinta-feira (15) pela Iniciativa Negra Por Uma Nova Política de Drogas listou uma série de propostas para reparação à população negra em função da política de guerra às drogas ilícitas.

Entre 2021 e 2022, a incidência desses crimes aumentou 56,8% entre essa faixa etária. As pessoas acima de 60 anos representaram mais de um terço das de 30 mil vítimas que procuraram as delegacias.

A informação foi dada pelo coronel Klepter Rosa, atual comandante-geral da PM do DF. Ele prestou depoimento nesta quinta-feira (15) à CPI dos atos antidemocráticos da Câmara Legislativa distrital.

A Petrobras vai reduzir em R$ 0,13, por litro, o preço médio de venda de gasolina tipo A, que é a versão pura desse combustível, antes de receber os outros componentes, como o etanol, por exemplo.    

Em depoimento à CPI dos atos antidemocráticos da Câmara Legislativa do DF, o atual comandante-geral da PM afirmou que o Departamento de Operações, DOP, determinou o baixo efetivo no dia 8 de janeiro.

Ele foi indicado para ministro do Supremo Tribunal Federal, na vaga deixada por Ricardo Lewandowski, que se aposentou em abril. 
Conheça nossos aplicativos nas lojas online da iTunes e Google

source

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
SOBRE MIM
Amanda Costa
Natural do Ceará com 40+ apaixonada pelo Rio de Janeiro e carioca de coração. Defensora de causas sociais e políticas de grande relevância para o nosso Brasil.
#vamosquerer um futuro melhor.
siga amanda costa nas redes sociais
LUTA PELA DEMOCRACIA EM SP