Pular para o conteúdo

Amanda Costa

Preços na indústria têm queda de 3,07% em maio

Ex.Saúde, Presidente, Governo

Os preços dos produtos da indústria isentos de impostos, tarifas e fretes caíram 3,07% em maio na comparação com abril. Foi a 4ª taxa negativa seguida. E agora o IPP, Índice de Preços ao Produtor, acumula queda de 9,20% em 12 meses, o maior recuo da série histórica desse indicador iniciado em 2014.
Os dados divulgados nesta quinta-feira (29), pelo IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, mostram que em maio deste ano os quatro setores que mais impactaram a taxa negativa foram refino de petróleo, outros produtos químicos, extrativa e alimentos. 20 das 24 atividades industriais pesquisadas apresentaram variações negativas de preço quando comparadas ao mês anterior. Em abril, 13 atividades haviam apresentado variações negativas de preço em relação a março.
O analista da pesquisa, Alexandre Brandão, atribuiu esse comportamento à crescente valorização do real em relação ao dólar nos últimos cinco meses. Segundo Brandão, além do câmbio, as variações negativas de preços do óleo bruto de petróleo e do minério de ferro no mercado internacional também vêm influenciando na queda dos preços dos produtos da indústria no Brasil. De janeiro a maio deste ano, o IPP também acumula queda de 4,04%. A taxa é a menor já registrada para o mês de maio desde o início da pesquisa.
Edição: Rádio Nacional/Aline Cordeiro

Segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), alguns produtos registram quedas consistentes nos preços desde o começo do ano. O  óleo de soja, por exemplo, caiu 17,09% no acumulado de janeiro a maio, e  de 28,35%, em 12 meses.

Centenas de documentos do período colonial em Minas Gerais foram apreendidos em uma casa em Brasília na manhã desta quarta-feira (29) durante uma operação do Ministério Público de Minas Gerais.

Segundo o MPT, três empregadas foram contratadas para trabalhar na casa do ex-prefeito, mas figuraram no quadro de servidores do município e não recebiam direitos trabalhistas, como FGTS, horas extras, vale-transporte e verbas rescisórias.

Esse é o resultado da diferença entre 2 milhões admissões e um pouco mais de um milhão e oitocentos mil desligamentos.

Em dia de reunião do Conselho Monetário Nacional para discutir meta de inflação, o presidente Lula afirmou que, como cidadão é contra ao que chamou de “meta rígida”.

A capital baiana também perdeu a maior população em todas as cidades do Brasil, caindo do terceiro para o quinto lugar entre as capitais mais habitadas.
Conheça nossos aplicativos nas lojas online da iTunes e Google

source

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
SOBRE MIM
Amanda Costa
Natural do Ceará com 40+ apaixonada pelo Rio de Janeiro e carioca de coração. Defensora de causas sociais e políticas de grande relevância para o nosso Brasil.
#vamosquerer um futuro melhor.
siga amanda costa nas redes sociais
LUTA PELA DEMOCRACIA EM SP